Orlando Pride adquire 10 jogadoras

Orlando Pride adquire 10 jogadoras
  • listada em

Orlando Pride adquire 10 jogadoras no Draft de Expansão da liga feminina NWSL

OrlandoPride_PMS-2c

O Orlando Pride selecionou 10 jogadoras no Draft de Expansão da National Women’s Soccer League (NWSL). O time estreia na principal liga de futebol feminino dos Estados Unidos na temporada 2016.

Entre as atletas que farão companhia à estrela da seleção dos Estados Unidos, Alex Morgan, na próxima temporada está a também campeã mundial Ashlyn Harris, que trocou o Washington Spirit pelo Orlando Pride.

Entenda como funciona o Draft de Expansão clicando aqui:

“Estamos extremamente felizes com as nossas escolhas no Draft de hoje”, disse o técnico do Orlando Pride, Tom Sermanni. “Depois de analisar cuidadosamente a lista de jogadoras disponíveis, estamos seguros de que escolhemos um grupo de jogadoras que vai ajudar esse time a ser muito competitivo já na temporada inaugural.”

Abaixo está a lira completa de jogadoras selecionadas pelo Orlando Pride no Draft de Expansão da NWSL:

 

Escolha Nome – Posição Local de Nascimento Data de nascimento Clube anterior
1 Meghan Klingenberg – Z Gibsonia, Pa., EUA 10/02/1988 Seattle Reign
2 Ashlyn Harris – G Satellite Beach, Fla,, EUA 10/19/1985 Washington Spirit
3 Taryn Hemmings – L Greeley, Colo., EUA 04/26/1986 Chicago Red Stars
4 Jasmyne Spencer – A Bayshore, NY, EUA 08/27/1990 Western NY Flash
5 Jamia Fields – A Alta Loma, Calif., EUA 09/24/1993 Western NY Flash
6 Camille Levin – L Newport Coast, Calif., EUA 04/24/1990 Sky Blue FC
7 Lianne Sanderson – A Lewisham, Inglaterra 02/03/1988 Portland Thorns
8 Toni Pressley – Z Melbourne, Fla., EUA 02/19/1990 5’11” Houston Dash
9 Maddy Evans – M Philadelphia, Pa, EUA 04/21/1991 5’6” Boston Breakers
10 Aubrey Bledsoe – G Cincinnati, OH, EUA 11/20/1991 5’9” Sky Blue FC

Sobre o Orlando City e o Orlando Pride:

O Orlando City é um time que representa a paixão brasileira na liga de futebol que mais cresce no mundo, a Major League Soccer (MLS). Clube de propriedade do empreendedor brasileiro Flávio Augusto da Silva, o Orlando City jogou em 2015 sua temporada de estreia na principal liga dos Estados Unidos e do Canadá, com o meia Kaká como seu capitão. O estádio Orlando Citrus Bowl, palco da Copa do Mundo de 1994, que passou por uma renovação de $200 milhões de dólares, é a casa dos Lions atualmente. Ainda em 2016, o Orlando City vai inaugurar seu próprio estádio, uma arena moderna e confortável, com capacidade para 25,5 mil torcedores, no coração da cidade.

Na temporada inaugural do Orlando City na MLS, os Lions quebraram o recorde de maior média de público da história da liga para um time estreante – 32.847 pagantes por jogo nas partidas realizadas em Orlando -, tornando-se ainda a franquia que mais rapidamente atingiu a marca de meio milhão de torcedores em casa. Os torcedores do Orlando City estabeleceram ainda o recorde de público do estádio Orlando Citrus Bowl logo na estreia histórica do clube na MLS, no dia 8 de março de 2015: 62,5 mil espectadores. Os Lions não cativaram apenas o coração da população local, como vêm consolidando sua marca globalmente, com jogos transmitidos ao vivo para mais de 120 países e narrados em 30 línguas diferentes.

Em outubro de 2015, o Orlando City anunciou a criação de seu segundo time, o Orlando City B, que disputará a liga USL a partir de 2016, com a missão de desenvolver jovens atletas, principalmente provenientes das divisões de base do clube.

Os Lions lançaram ainda um time profissional feminino para a temporada 2016. O Orlando Pride vai disputar a National Women’s Soccer League (NWSL). A equipe será dirigida pelo renomado técnico Tom Sermanni, ex-treinador das seleções dos EUA e da Austrália

FONTE/FOTO: Orlando City SC

Deixe aqui o seu comentário!

Comentários

Leave a Comment

PATROCINADORES