Orlando Pride participará do Draft de Expansão da NWSL – Entenda

Orlando Pride participará do Draft de Expansão da NWSL – Entenda
  • listada em ,

Orlando Pride participará do Draft de Expansão da NWSL

A National Women’s Soccer League (NWSL), liga de futebol feminino dos EUA, realiza nessa segunda-feira, 2/11, seu processo de Draft de Expansão 2015. O Orlando Pride será o único clube estreante (equipe de expansão da liga) na temporada 2016.

São elegíveis para o Draft de Expansão:

  • Todas as atuais jogadoras da NWSL – incluindo jogadoras das seleções dos Estados Unidos, Canadá e do México (allocated players), cujos salários contam com contribuição das respectivas federações nacionais;
  • Jogadoras dispensadas de suas equipes durante a temporada e que ainda não possuem contratos;
  • Jogadoras emprestadas a clubes de fora da NWSL;

O Orlando Pride poderá selecionar 10 jogadoras de qualquer uma das nove equipes da liga. Porém, cada clube pode proteger, ou seja, excluir do draft:

  • 2 allocated players da seleção dos Estados Unidos, ou seja, jogadoras cujos salários têm contribuição da Federação Norte-Americana de Futebol;

Os clubes podem proteger ainda:

  • 10 jogadoras – para os clubes que não chegaram aos playoffs (Boston Breakers, Houston Dash, Portland Thorns FC, Sky Blue FC e Western New York Flash);
  • 9 jogadoras – para clubes que chegaram aos playoffs Chicago Red Stars, FC Kansas City, Seattle Reign FC e Washington Spirit);

As demais jogadoras ficam disponíveis, podendo ser escolhidas pelo Orlando Pride.

O Orlando Pride pode selecionar no máximo duas allocated players dos EUA.

Além disso, é permitido escolher no máximo duas jogadoras de cada clube, com exceção dasallocated players, nesse caso, só é permitido escolher uma atleta por clube.

O processo do draft acontece da seguinte maneira:

  • As jogadoras disponíveis para escolha são divididas em rodadas. A cada rodada, o Orlando Pride terá 3 minutos para definir um nome;
  • Após a escolha ser apresentada, a Liga irá verificar a elegibilidade da atleta em questão, aprovar e anuncia-la publicamente;
  • Feita a escolha, a equipe de origem da atleta indicada terá três minutos para definir se protege ou libera a jogadora;
  • Caso o Orlando selecione uma jogadora que não é uma allocated player dos EUA, aquele clube poderá indicar um nome adicional para proteger;
  • O Orlando Pride pode solicitar até três pausas, com limite de 5 minutos, durante o draft;
  • Cada equipe pode solicitar uma pausa, de 5 minutos, durante o draft;
  • A Liga pode pedir uma pausa, de tempo indeterminado, a qualquer momento

FONTE/FOTO: Orlando City SC

Deixe aqui o seu comentário!

Comentários

[wp-stealth-ads rows="2" mobile-rows="3"]

Leave a Comment

PATROCINADORES